CotidianoSaúde / Beleza

Como o home office pode impactar na saúde física?

5 Mins read

Devido à pandemia, muitas pessoas estão trabalhando em casa por necessidade, não por escolha. Contudo, é importante saber como o home office pode impactar na saúde física para ficar atento aos detalhes.

Além dos problemas de saúde mental associados a esse nível de isolamento, muitos trabalhadores remotos também estão experimentando um aumento na dor musculoesquelética.

Nesses casos, muitos recorrem aos remédios para dor na coluna, mas é preciso verificar sua condição com um especialista e também implementar bons hábitos.

Como o home office pode impactar na saúde física?

1. Exaustão física e cansaço da visão

Um estudo publicado pelo Journal of Clinical Sleep Medicine mostrou com um experimento que os funcionários que não têm luz natural em seus escritórios dormem em média 46 minutos a menos (e seu descanso é menos profundo) do que aqueles que têm janelas.

A iluminação inadequada não afeta apenas a visão durante as longas horas na frente da tela. Também afeta o descanso à noite, algo que acaba se transformando em dores de cabeça e enxaquecas graves.

O mesmo estudo garante que a luz artificial produz fadiga e baixa energia nas pessoas. Portanto, a recomendação é encontrar um espaço em casa com janelas e varandas ou, se você tiver um jardim, criar uma área de trabalho nele.

Além disso, é importante prestar atenção de onde vem a luz natural que entra na área de trabalho. Quando a luz natural ou artificial atinge diretamente na tela do computador, ela cria sombras e contrastes que forçam você a esticar a visão, o que causa maior fadiga visual, olhos secos e dores de cabeça. 

O mais recomendado é obter uma combinação perfeita de luz natural e artificial e evitar que a luz (em qualquer uma de suas fontes) irradie por trás da pessoa ou de cima, logo acima da cabeça.

2. Dores musculares causadas por móveis não ergonômicos

As dores musculares mais comuns que afetam os teletrabalhadores (pescoço, pulso, costas, pernas ou ombros) são o resultado da baixa ergonomia dos móveis em que trabalham.

Quando você não tem o mobiliário básico certo – como cadeiras ajustáveis com braços e mesas com altura adaptável – os teletrabalhadores correm o risco de sofrer danos à sua saúde que, embora à primeira vista possam parecer menores, com o tempo eles se tornam sérios distúrbios.

Nesse sentido, aqui estão algumas dicas para criar um espaço de trabalho mais ergonômico:

  • O uso de aparelhos auditivos evita a prática indesejável de segurar o telefone com o ombro, uma postura que causa ferimentos graves na área cervical.
  • Colocar livros sob o notebook (de modo a levantar a tela para que ela esteja no mesmo nível que os olhos), reduz os riscos de manter o pescoço dobrado para baixo.
  • Aumentar a velocidade do mouse reduz os movimentos dos ombros, braços e cotovelos.
  • Adquirir uma cadeira ajustável é um dos melhores investimentos para uma pessoa que trabalha longas horas sentada. Se isso não for possível, os especialistas recomendam colocar almofadas ou toalhas enroladas na parte da cadeira que faz contato com a parte inferior das costas; o resultado será uma melhor postura e uma extensão adequada da coluna vertebral.

Outra parte do corpo que a maioria dos trabalhadores em home office acaba sentindo dores é nas mãos. Afinal de contas, a grande maioria passa muito tempo digitando. Nesse caso, é essencial buscar ajuda profissional de um ortopedista das mãos.

3. Estilo de vida sedentário

Cerca de 86% dos funcionários nos Estados Unidos trabalham sentados por pelo menos oito horas por dia. Nem todo mundo percebe a seriedade do assunto. 

Vários estudos indicam, por exemplo, que os trabalhadores que mantiveram esse padrão de estilo de vida sedentário por mais de dez anos têm duas vezes mais chances de sofrer de câncer de cólon. 

Os riscos aumentam para aqueles que passam muitas horas sentados com seus notebooks nas pernas, já que o calor dos computadores produz doenças de pele. O mais popular é conhecido como “síndrome da pele assada”.

De fato, é recomendado mudar de posição a cada oito minutos enquanto está sentado e fazer duas pausas de pelo menos dois minutos a cada hora. Uma recomendação comum é usar uma base de madeira nas pernas para apoiar o computador, caso você não tenha uma mesa.

Além disso, ficar de pé também é uma opção saudável. No mercado existem diferentes modelos de mesas ideais para ficar em pé e com altura ajustável. Se você não tiver uma delas, uma bancada alta em casa ou até mesmo a mesa de passar roupa pode oferecer uma solução temporária.

O importante é mudar de posição e evitar ficar sentado o dia todo. Com a ajuda de alguns aplicativos móveis, você pode gerenciar melhor o tempo gasto sentado. Isso ajudará a evitar o estilo de vida sedentário.

4. Alimentação insalubre e bagunçada

Trabalhar em casa também pode influenciar a comida. Um dos problemas mais comuns é pular refeições. Alguns não tomam café da manhã ou não almoçam; outros só têm uma refeição forte por dia, acompanhada de lanches não saudáveis. 

Para evitar esses comportamentos, os especialistas recomendam estabelecer horários de descanso para cada refeição, além de evitar agendar reuniões de trabalho ou chamadas nos horários previamente determinados para o almoço.

Você não só deve comer em determinados horários, mas fora do local de trabalho (o pior é comer na frente do computador). Esta recomendação faz sentido, já que 70% dos funcionários dos Estados Unidos almoçam em sua mesa cerca de duas vezes por semana, de acordo com a Associação Americana de Nutrição e Dietética.

A Associação aponta a importância de o cérebro reconhecer e concentrar a atividade que é realizada, neste caso a alimentação. 

Em outras palavras, quando você almoça na frente do computador ou enquanto avança em uma atividade de trabalho, o cérebro não é ajudado a processar a hora da refeição. Como resultado, a sensação de fome é despertada, o que em muitos casos leva à obesidade.

Se você está acima do peso e sente que seu corpo está cada vez mais cansado, a bariátrica sleeve pode ser uma solução interessante para você!

5. Baixo humor e sintomas depressivos

A saúde emocional e mental também se deteriorou com o trabalho em casa. Uma pesquisa da Universidade de Cornell afirma que os funcionários que trabalham on-line se sentem pessoal e profissionalmente isolados em comparação com aqueles que frequentam os escritórios. 

O isolamento também está relacionado a ataques cardíacos, depressão e problemas de sono, de acordo com outro estudo publicado na revista da British Society of Cardiology.

Especialistas incentivam as pessoas a interagir com outras pessoas com mais frequência. Assim, o contato (físico ou on-line) com amigos, familiares e colegas de trabalho, e até mesmo um pequeno sorriso para um estranho, ajudarão a promover inspiração e ter uma melhor saúde física e emocional.

Postagens relacionadas
Cotidiano

14 coisas para fazer com os amigos em casa

3 Mins read
Esteja você preso dentro de casa ou não, há muitas coisas divertidas para fazer com os amigos em casa. Você pode transformar…
Saúde / Beleza

Herpangina: o que é, sintomas e tratamentos

3 Mins read
Você já ouviu falar em Herpangina? Essa é uma infecção que acontece na cavidade oral de uma pessoa, que é causada por…
CotidianoSaúde / Beleza

Como funciona o estimulador muscular?

3 Mins read
Hoje em dia, a eletroestimulação é um dos tratamentos estéticos corporais mais procurados. É uma das técnicas mais exigidas hoje em dia,…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *